A independência da Escócia – O Referendo Que Pode Mudar o Destino de Quatro Países e de Muitas Bandeiras

Em exatamente uma semana o mundo terá a resposta do referendo que será realizado na Escócia na próxima quinta-feira. Para muitos isso pode parecer algo distante e sem muita influência, entretanto muita coisa pode mudar caso isso ocorra.

1410469307254

Porém antes fazemos um breve passeio histórico para entender mais sobre a Escócia:

O império romano domina a ilha da Grã-Bretanha, entretanto não consegue invadir o extremo norte que era dominado por duas tribos celtas, os escotos (scots) e os pictos (picts), esses recebem esse nome por pintarem seus corpos de azul para lutar contra os soldados latinos, daí o nome pictos referindo-se a pintados.

Keira Knightley no filme Rei Artur

Keira Knightley no filme Rei Artur

Como os romanos não conseguiram avançar mais ao norte, um imperador chamado Adriano, constrói uma muralha, chamada de Muralha de Adriano e que vai de costa a costa da ilha britânica, assim isolando os pictos e escotos do império, já que esses não puderam ser dominados.

A fronteira mais ao norte do Império Romano que nunca pode dominar a Escócia

A fronteira mais ao norte do Império Romano que nunca pode dominar a Escócia

Muitos tempo passou, o império romano caiu, a Inglaterra começa a formar-se e invadir os territórios vizinhos. Um desses territórios invadidos é o norte da ilha, ou seja a Escócia. Contra essa invasão surge William Wallace, um guerreiro escocês que liderou seus compatriotas na resistência à dominação imposta pelo reinado de Eduardo I. O personagem é retratado pelo australiano Mel Gibson, no premiado filme Brave Heart (Coração Valente)

Mel Gibson em

Mel Gibson em Coração Valente

Mais tempo passa até o ano de 1707 quando o Reino da Escócia e o Reino da Inglaterra são unidos. O Tratado de União de 1707  surge em favor de um novo Estado que se veio a chamar o "Reino da Grã-Bretanha".  Posteriormente, já em 1801 ocorre a união com a Irlanda formando assim o Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda. A sobreposição das três bandeiras forma a famosa Union Jack.

As três bandeiras representam três santos e respectivos padroeiros dos países que as possuem: A da Inglaterra, São Jorge (St. George), a da Escócia Santo André (St. Andrew), um santo que foi crucificado em X em não em T como Jesus. Por último a antiga bandeira da Irlanda que representava São Patrício (St. Patrick)

Formação da Union Jack

Formação da Union Jack

 Depois desse passeio histórico muita coisa mudou, e outras não. A Irlanda em 1922 foi dividida em duas sendo que sua parte sul torna-se um país independente e republicano e seis condados ao norte da ilha seguem fazendo parte do Reino Unido, agora chamando-se Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte.

O inglês, assim como na Irlanda, também se tornou a língua oficial e predominantemente falada na Escócia deixando como secundárias as línguas locais. Porém a língua inglesa foi assimilada de uma forma diferente na escócia, sendo que uma característica marcante de inglês escocês é o seu sotaque muito forte e marcado com os ERRES pronunciados de uma forma especial. Veja esse vídeo cômico de dois escoceses que entram em um elevador com reconhecimento de voz para ir ao andar desejado:

Há também formas de falar que são tradicionais da Escócia, como por exemplo a frase "Where do you stay?" (Onde você fica) - Para dizer o que seria "Where do you live?" (onde você mora) em inglês que não seja o escocês.

Dentro das línguas locais que foram sucumbidas pelo inglês está o Scots, que é pertencente ao tronco germânico e possui muitas similaridades com o "old English". É majoritariamente falada nas terras baixas (Lowlands) da Escócia. A seguir um poema em Scots (para os que conseguem ler em inglês, muitas palavras serão identificadas):

The End o’t

I spiert gin I micht cowp a boat
an mak a hoose for hens o’t.
Three gowks perjink’t up frae the Reek
eence-eirant, tae mak a end o’t.

O, gin ye bigg, dig, thack or rig,
or gin it’s juist the mend o’t,
the wind that blaws frae Reekie’s lums
will aye be the end o’t.

I spiert the Burghers, ‘Micht I claid
my tongue, an mak amends o’t?’
They lauched an fleired sae lang an coorse
I’ll nivver ken the end o’t.

O, gin ye spell, speak, rhyme - or, Hell -
e’en gin ye juist ken o’t,
the wind that blaws frae Reekie’s lums
will aye tak a len o’t.

Whan thay gaed tae bigg a Pairliment
i the Conongate, near the end o’t,
haith - thay made it oot o cowpit boats,
eence-eirant, tae mak a spend o’t!

For ocht ye dae, or care a strae,
or gin ye juist tak tent o’t,
the wind that blaws frae Reekie’s lums
will be the hinderend o’t.

O gaélico escocês, majoritariamente falado na parte norte do país que é conhecida como Highlands (terras altas), é uma língua de raiz celta e que é irmã do irlandês, do galês e do Bretão falado no norte da França. No link você consegue acessar o site da rádio BBC em gaélico escocês, ou veja um documentário falado na língua dos highlanders (Se você está pensando no filme Highlander, sim, essa é a origem do nome)

O referendo para a independência:

Em 1999 a Escócia ganhou o direito de ter seu próprio parlamento dentro do Reino Unido, garantindo assim certa autonomia em relação ao poder central em Londres. Entretanto nas últimas eleições para o parlamento, o SNP (Scottish National Party - Partino Nacional Escocês), ganhou as eleições locais e resolveu convocar um referendo que será realizado no dia 18 de setembro próximo. A pergunta do referendo é bem simples: A Escócia deve ser independente? Yes or NO (sim ou não)

Os ânimos estão acirrados dos dois lados da campanha.

Yes and No

Caso o YES (sim) ganhe, a Escócia vai começar um processo para tornar-se desvinculada do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, e consequentemente a bandeira escocesa será retirada da Union Jack (bandeira do Reino Unido). Entretanto a Union Jack está presente em várias bandeiras de países que foram colônias britânicas e ainda possuem laços com o Reino Unido, vide Austrália e Nova Zelândia.

Bandeiras de países com a Union Jack dentro

Alguns ingleses mais pessimistas já começam a imaginar como seria a nova Union Jack sem a bandeira da Escócia de fundo:

download

A título de curiosidade, aqueles que já visitaram a escócia ou tiveram em contato com escoceses, podem haver percebido que esses quase sempre usam uma bandeira juntamente com a bandeira escocesa. Essa bandeira amarela com ornamentos em vermelho é a bandeira Real da Escócia

Lionrampant.svg

escocia-independencia-deia_25899_11

Agora que você sabe um pouquinho mais sobre esse belo país, há que esperar porque o referendo ocorrerá na semana que vem. O SIM e o NÃO estão tecnicamente empatados e somente o tempo dirá qual será o futuro desse da Escócia, do Reino Unido e de muitas bandeiras pelo mundo.

Para mais informações sobre cursos de línguas entre em CONTATO conosco. Caso queira verificar como você está com as línguas estrangeiras que já sabe, veja os idiomas que oferecemos e faça um TESTE DE NÍVEL online, grátis e com resultados imediatos.

Comentários sobre A independência da Escócia – O Referendo Que Pode Mudar o Destino de Quatro Países e de Muitas Bandeiras