Curiosidade – Qual a Origem do Nome das Cores em Português?

Desde o início, os humanos tentaram descrever a cor do que vemos. Por exemplo, Platão considerou que havia quatro cores básicas: branco, preto,vermelho e brilhante; esse último que nem é uma cor para nós.

E alguns séculos antes, o escritor Homero descrevia o mar dizendo que ele tinha uma cor vinho escuro.

De fato, a maneira como os gregos descreviam as cores significava que, por um tempo, acreditava-se que eles literalmente a percebiam as cores de forma diferente de nós.

 

Ilustração da obra de Homero, Ilíada – Imagem: Wikipedia

 

O próprio escritor Nietsche chegou a afirmar que os gregos antigos eram daltônicos (por essa maneira de descrever as cores), mas não era sobre isso e sim era uma questão de como seus olhos e seu cérebro percebiam as cores, porém como eles as descreviam. E como nós descrevemos as cores em português?

 

Escritor Nietsche, foto em preto e branco – Imagem: PxHere

 

A maioria dos adjetivos que usamos em português e em espanhol para designar cores vêm do latim, assim como o mesmo termo “cor” surge das palavras latinas “color, coloris” e que já na época dos antigos romanos tinha o mesmo significado que agora. Entretanto existem alguns termos usados para nomear as cores que têm origem em árabe ou alemão.

Vamos então à origem (ou às origens dos nomes) de algumas cores em português, e que também se confunde com o a origem do nome dessas mesmas cores em espanhol, já quem ambas as línguas surgem do latim falado na península ibérica.

 

Vermelho

Originalmente a cor era chamada pelos romanos de coccinus devido ao inseto Coccum (cochonilha),  de onde se extrai o corante para se usado para a criação dessa cor. Com o passar do tempo apenas a ideia de um pequeno inseto (ou verme) ficou o o nome foi variando para vermillus, que significa “pequeno verme”. Sinônimos de vermelho em português: encarnado ou escarlate.

Em espanhol antigo, a cor  era chamada de bermejo porém também se usavam os termos colorado e encarnado, porém a partir do século XV, os espanhóis passaram a dizer ROJO, esse que surge do adjetivo latino “russus”. Porém para os romanos ‘russus’ era uma nuance específica da cor vermelha: um vermelho forte.

 

Imagem: PxHere

 

Laranja

Imagem: PxHere

Laranja não nasceu como uma cor na língua portuguesa. Foi emprestado do termo árabe que era algo como “naranga”, que por sua vez veio do persa nārang,  e eram usados para nomear os frutos com o mesmo nome, as laranjas, e daí tornou-se um adjetivo para se referir a esse tom de cor, ou seja, foi a primeira uma fruta e depois uma cor.

 

Amarelo

O adjetivo amarelo procede do latim, mais especificamente da palavra “amarĕllus”, que por sua vez deriva de outro término latino, “amarus”, que significa amargo.

Imagem: PxHere

A questão é: por que a cor amarela se relaciona com o termo amargo? A resposta, é a icterícia, o amarelecimento da pele devido ao aumento da bilirrubina. A icterícia é geralmente causada por um mau funcionamento da secreção da bile que é amarga.

 

Azul

O adjetivo azul entrou na língua portuguesa através dos árabes que usavam a palavra “lazawárd” para se referir a essa cor que era referência à pedra lapislázuli, de cor azul intensa e que era muito apreciada desde os tempos antigos. Em português também existe a variante de origem latina que é a palavra cerúleo (do latim caeruleus), muito pouco usada ou até mesmo conhecida.

Imagem: PxFuel

 

Verde

Imagem: PxHere

O verde vem de “virĭdis”, que em latim servia para referir-se à color verde porém que también significaba vigoroso, vivo, jovem.

 

Negro

Os romanos antigos distinguiam dois tipos de negro: o negro fosco (ater) e o negro brilhante (niger). O português se apropriou do termo usado em latim para designar o negro brilhante que se tornou o adjetivo negro. Existem hoje em dia muitos termos que derivam do ‘niger’ dos romanos. Um exemplo: “denegrir”, um verbo que remete a manchar e a escurecer a reputação de alguém.

Imagem: Pexels

Já a forma que mais usamos no português é preto. Como nos explica o site Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, a palavra é um derivado regressivo de apretar, tanto como forma antiga de perto, como no sentido de “negro”, associado à ideia de “denso, espesso”  do latim *prett- por pressus “apertado, imprensado; perseguido de perto; oculto, invisível; sombrio, obscuro”».’

 

Branco

O branco é um adjetivo emprestado pelo português, espanhol e o italiano, do alemão da idade média, mais especificamente do termo blank.

Imagem: Pixabay

Na época das invasões germânicas na Península Ibérica e sobre o qual já existem evidências documentais no século XII. Mas, antes disso, a cor branca era designada pela palavra “albo”, do latim e com a qual os romanos antigos a designavam.

Ainda existem palavras em ambos, português e espanhol que se referem ao antigo “albo” usado para nomear a cor branca. Um exemplo seria a palavra alvejante de roupas, que servem para dar mais branco ao tecido.

 

Gostou das curiosidades? Sabe a origem do nome de alguma outra cor? Comente aqui e compartilhe esse artigo nas suas redes sociais.

Comentários sobre Curiosidade – Qual a Origem do Nome das Cores em Português?