Uma Língua Totalmente Nossa: Por Que Você Deveria Conhecer o Idioma Guarani

Hoje vamos ver um pouquinho mais sobre uma língua muito “nossa”, o guarani!

 

As altas montanhas, as nuvens, as catadupas, os grandes rios, as árvores seculares, serviam de trono, de dossel, de manto e cetro a esse monarca das selvas cercado de toda a majestade e de todo o esplendor da natureza.

(José de Alencar, “O Guarani”)

 

Na era da globalização, pensar em línguas indígenas geralmente nos remete à ideia de uma língua morta; isto é, de um idioma que já não é mais falado e que, portanto, tornou-se inútil.

No entanto, em muitos lugares do mundo, as línguas indígenas ainda são faladas e preservadas. Por trás de toda língua, há uma cultura que também luta para sobreviver em um mundo cada vez mais homogêneo.

Um desses idiomas é o guarani, um dos mais falados da América do Sul.

Embora a palavra guarani seja usada para se referir a uma só língua, ela é, na verdade, uma expressão genérica ou abrangente que inclui diversos dialetos, todos inteligíveis entre si. A modo de exemplo, só no Paraguai, diz-se que existem 7 dialetos diferentes da língua.

Este idioma histórico pertence à família do tupi-guarani, do qual derivam 21 línguas e das quais o guarani é a mais falada e representativa.

 

Quem são os guaranis e onde eles vivem?

 

Imagem: Wikipedia

 

Os povos guaranis são uma das etnias indígenas da América do Sul.

Eles são, historicamente, caçadores e coletores. Sua conexão com o seu entorno é tão profunda que chamam o espaço físico que habitam de tekoha, que pode ser traduzido como “o lugar do modo de ser guarani”. A palavra teko faz referência ao conjunto de valores e preceitos que a comunidade pratica e honra, pois são uma herança deixada por seus ancestrais.

Como acontece com a maioria dos povos aborígenes, os guaranis não se encontram unificados em apenas um só lugar ou em uma só tribo, mas sim, divididos em vários grupos que estão distribuídos em diversas regiões ao longo do continente.

Hoje, a maior parte dos guaranis vive na Bolívia, onde há cerca de 78 mil indivíduos. No Paraguai, vivem aproximadamente 42 mil guaranis. Na Argentina, são cerca de 6 mil pessoas.

 

Imagem: Wikipedia

 

Segundo o IBGE, há no Brasil hoje cerca de 57 mil guaranis. Eles encontram-se principalmente nos estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pará, Santa Catarina e Tocantins.

Além do mais, estão tradicionalmente divididos em três grandes grupos: kaiowá, m’byá e ñandeva, dos quais o maior é o kaiowá.

É importante destacar que cada povo, ou grupo subétnico, possui sua própria cultura e peculiaridades tanto na forma de viver como na forma de falar.

 

Como se escreve e se fala o guarani?

 

Imagem: Wikipedia

 

O idioma guarani foi uma língua apenas falada – isto é, não escrita – por muito tempo. No período da colonização espanhola, no século 17, foram os missionários jesuítas quem apresentaram o alfabeto latino aos indígenas e quem tentaram codificar uma gramática (ou conjunto de princípios) da língua local.

A língua guarani possui 21 consoantes e 12 vogais. Todas as palavras em guarani terminam com uma vogal.

Por ter sido codificada principalmente por hispanófonos, o guarani usa quase todas as mesmas letras do espanhol para representar os mesmos sons (por exemplo, a letra ñ, que soa como o nh do português).

 

Imagem: Wikipedia

 

No entanto, o guarani também tem algumas semelhanças com a escrita do português, sobretudo na representação dos sons nasalizados (por exemplo, ã).

É justamente por possuir diversos sons nasalizados que a pronúncia do guarani pode ser muito difícil de aprender para a maioria das pessoas. O guarani possui as seguintes nasalizações: ã, ẽ, ĩ, õ, ũ e.

No guarani podemos encontrar também o símbolo , que é usado em pouquíssimas línguas no mundo. De fato, a maioria dos nativos não faz uso desse caractere e escolhe escrever, simplesmente, g.

Como se não bastasse, o guarani possui outros acentos gráficos, como o acento agudo que pode ser utilizado com as letras á, é, í, ó, ú e ý.

Outro aspecto muito interessante a se ter em conta é que a língua é dividida em três níveis diferentes: o secular, falado por toda a população; o sagrado, falado apenas por alguns anciãos; e o secreto, que é exclusivo dos líderes religiosos.

 

Quão importante é o guarani hoje?

 

Imagem: Wikipedia

 

O guarani é o idioma indígena mais falado de todo o continente sul-americano.

É a única língua pré-colombiana que ficou conservada e que foi integrada ao cotidiano de muitos habitantes de nossa região. Hoje, ela é falada por cerca de 5 milhões de pessoas.

Apesar de a maioria das pessoas saber que o guarani é a segunda língua oficial do Paraguai (país no qual o guarani é a língua materna de 90% da população), muitos não sabem que ela é também reconhecida como segunda língua oficial de três outros lugares: a Bolívia, a província de Corrientes, na Argentina, e o município brasileiro de Tacuru, no Mato Grosso do Sul.

O idioma é ensinado em muitas escolas sul-mato-grossenses, sobretudo em regiões que fazem fronteira com o Paraguai.

Além do mais, o guarani é uma das três línguas oficiais do Mercosul, junto com o espanhol e o português.

 

Durante a pandemia de Coronavirus, o site oficial do Mercosul dispõe uma imagem com a hashtag “fique em casa” nos três idiomas oficiais do bloco – Imagem: Reprodução Mercosul

 

O guarani como caso especial no Paraguai

 

Havendo dito tudo isto, é importante reconhecer que o guarani é, sem sombra de dúvidas, mais importante no Paraguai do que em qualquer outro lugar do mundo.

O espanhol e o guarani convivem como duas línguas de igual importância no país vizinho.

Vários lugares no Paraguai possuem duas denominações igualmente aceitas: uma em guarani e outra em espanhol. Alguns exemplos são: Takuru puku/Hernandarias, Santani/San Estanislao e até mesmo a capital do país: Paraguay/Asunción.

Tanto a Constituição paraguaia quanto os livros didáticos usados nas escolas de todo o país são bilíngues.

 

Imagem: Wikipedia

 

Na verdade, os paraguaios não falam nenhuma das duas línguas de maneira exclusiva ou “pura”.

A diferença está na porcentagem de cada idioma falada por cada indivíduo: paraguaios mais urbanizados tendem a falar mais espanhol com menos influência do guarani, enquanto os paraguaios de zonas rurais tendem a falar mais guarani com menos influência do espanhol.

Esta forma de guarani, caracterizada por ser coloquial e mista, é chamada de jopará. Em guarani, essa palavra significa, literalmente, “misturado”.

Um exemplo de jopará pode ser visto na frase Me voy ecuela noturnope, que significa “Vou à escola noturna” (em espanhol, [Me] Voy a la escuela noturna).

 

Você já fala guarani sem saber!

Como sempre acontece com línguas nativas, muitas palavras referentes à natureza que usamos hoje vêm do guarani ou do tupi-guarani de modo mais geral. Alguns exemplos famosos são:

 

  • Tapioca – tipioca
  • Piranha – pira nya, variante de pira’ya
  • Guaraná – guara-ná
  • Jaguar ou jaguara – aguara

 

Por que e como aprender guarani?

 

O guarani é uma língua histórica e totalmente nossa: inteiramente americana.

Embora algumas pessoas possam argumentar que o guarani não será útil para, por exemplo, conseguir um emprego, aprender línguas nem sempre precisa ter um fim pragmático.

Esta é uma língua histórica e indubitavelmente enraizada na cultura de nossa região.

Se você gostaria de aprender a língua de um povo que respira tradição e conexão à natureza, o guarani certamente é para você.

Será necessário que você tenha acompanhamento de alguém que conheça a cultura guarani em profundidade. Quanto mais antiga for uma língua, mais metafórica e abstrata ela será. Portanto, diferente do inglês ou do alemão contemporâneos, por exemplo, o guarani não é uma língua prática e concreta, nem muito difundida.

 

Mas você já ouviu o Guarani?

Nós montamos uma playlist para você descobrir os sons da língua. Ela inclui interpretações em Guarani de canções famosas, como The Scientist e Wonderwall:

 

 

Na Language Trainers Brasil, contamos com professores nativos que poderão ajudá-lo a viver uma experiência incrível de imersão na cultura e na língua guarani, pertencentes àqueles que pisam nosso continente há muitos séculos. Nossos professores nativos serão capazes de explicar-lhe as sutilezas e matizes desse idioma tão fascinante.

Entre em contato conosco hoje mesmo, saiba mais sobre nossos cursos de guarani, e permita-se iniciar uma jornada pouco convencional, mas profundamente significativa!

Comentários sobre Uma Língua Totalmente Nossa: Por Que Você Deveria Conhecer o Idioma Guarani