Atenção! Alguns Gestos Devem ser Evitados ao Viajar Para o Exterior

Hoje muito mais do que línguas estrangeiras, falaremos de gestos!

Viajar é sempre uma aventura, uma maneira divertida e interessante de conhecer novos lugares, novos costumes, pessoas diversas e estilos de vida totalmente diferentes do nosso. Um aprendizado que abre nossas mentes e nos torna mais receptivos às diferenças culturais.

Os gestos

Muito além da linguagem verbal, conhecer o significado de gestos com as mãos pode ajudar a estabelecer, de imediato, uma conexão positiva com o interlocutor.

Entretanto, alguns gestos que costumamos fazer, como beijar alguém no rosto, podem não ser comuns em outros lugares e podem até ser considerados ofensivos.

Portanto, antes de partir para um novo destino, o mais indicado é aprender um pouco sobre os hábitos das pessoas e, acima de tudo, tomar certas precauções ao usar certas manifestações corporais: gestos com as mãos e os dedos, expressões, e saudações podem ser mal interpretadas, como os que veremos a seguir.

V de vitória com os dedos

 

www.maxpixel.net-Woman-People-Fingers-Hands-2576169.jpg

Imagem: Maxpixel

Elevar o indicador e o dedo médio é uma forma de cumprimentar ou indicar que tudo está indo bem, vitorioso, na paz, mas se você viajar para o Reino Unido, Nova Zelândia, Austrália e Irlanda, não deve fazê-lo voltado “para trás”, ou seja, com a palma da mão voltada para si, porque esse simbolo é considerado um insulto, como desejar o pior à pessoa, seria o equivalente a mostrar o dedo médio no Brasil.

Curiosidade

Winston Churchill, primeiro-ministro britânico durante a Segunda Guerra Mundial, ajudou a disseminar o sinal, pois costumava fazê-lo após vitórias sobre as forças alemãs.

Fazer o V ao contrário, segundo a história, eram feitos pelos arqueiros ingleses para indicar uma ameaça na Batalha de Agincourt, uma luta decisiva ocorrida na Guerra dos Cem Anos, no século XV, entre França e Inglaterra.

Cuidado: Muitos hackers podem usar suas impressões digitais removendo-as de suas fotografias públicas.

PARE com a mão

hand-grass-creative-girl-woman-photography-869035-pxhere.com_-700x467.jpg

Imagem: PxHere

É normal estendermos a palma da mão para solicitar a alguém que pare, como fazem os guardas de trânsito, ou pedir calma e espera.

Já na Grécia, é um insulto sério conhecido como moutza, que vem de um antigo hábito de jogar cinzas ou esfregar excrementos no rosto do opositor, um antigo costume da época do Império Bizantino.  Sendo assim, não faça esse gest no Grécia, ainda que ingenuamente, você estaria “enviando a pessoa para o inferno”. Quanto mais a mão se aproxima do rosto da outra pessoa, mais ofensivo é!

Chamar com o dedo indicador

 

canva-come-here-MADA8woBemQ.jpg

Imagem: Canva

Quando queremos que alguém se aproxime de nós, especialmente se estiver longe, movemos o dedo indicador para induzir a aproximação, mas nas Filipinas eles podem levar isso muito a sério, pois esse gesto é normalmente usado para chamar cães. Portanto, tenha cuidado, pois os filipinos podem considerar isso muito rude e quem faz o gesto para uma pessoa pode até ser preso!

Mascar chiclete

beautiful-woman-brunette-bubble-2314881.jpg

Imagem: THE COLLAB. from Pexels

Um gesto totalmente inofensivo, como mascar o chiclete, pode criar um problema de protocolo em muitos países do sudeste asiático, porque ali é visto como desrespeitoso e como falta de educação. Seja especialmente cuidadoso em Singapura* pois é proibido.

* (o nome do país antigamente era escrito como Cingapura, com C)

 

Tocar a Cabeça

Design-sem-nome-15.png

Imagem: Canva

Aquele ato típico de tocar ou acariciar a cabeça de alguém, o nosso famoso cafuné, ou até mesmo usar os dedos para enfeitar uma criança, não seria correto nos países budistas, uma vez que para eles, a cabeça, é o lugar onde a alma repousa, e os habitantes desses países consideram essa uma das partes mais sagradas do corpo. Por isso pense nisso se você estiver, por exemplo, na Tailândia, Laos ou Sri Lanka.

 

Mostrar a sola do pé

beach-1845311_640.jpg

Imagem: Pexels

Ao contrário da cabeça no budismo, os pés são geralmente considerados a parte mais impura do corpo em alguns países orientais, pois tocam o chão que esté sujo, portanto, mostrá-los é considerado desrespeitoso em alguns lugares, como na Índia, Turquia, Iraque ou Afeganistão.

+ Saiba Mais

Apontar o dedo

man-4190930_640.jpg

Imagem: Pixabay

Sempre nos disseram que apontar o dedo a alguem “é rude”, mas na Índia a questão vai muito mais além, neste país, esse gesto é um insulto total, como um xingamento.

Polegar para cima

www.maxpixel.net-Sign-Up-Ok-Thumb-Up-Thumb-Hand-Good-Like-Symbol-441938.jpg

Imagem: Maxpixel

O famoso sinal de “jóia” para nós, o polegar com a mão fechada, significa que tudo está bem ou que fizemos um bom trabalho, mas em outros lugares, como na Grécia ou Nigéria, a conotação é totalmente negativa, significa algo como “sente-se aqui” com a pior intenção possível.

O gesto do polegar para cima também pode criar alguns problemas reais ao contar com os dedos. Na Alemanha e Hungria, o polegar na posição vertical é usado para representar o número 1, no entanto, representa o número 5 no Japão.

 

Sinal de OK

www.maxpixel.net-Woman-Young-Adult-Ok-A-ok-Ok-Sign-Isolated-3061659.jpg

Imagem: Maxpixel

Quando alguém quer indicar que tudo está indo bem sem dizer nada, deve apenas dar o sinal de ‘ok’ com uma espécie de “o” entre o polegar e os índicativos (como vemos nos filmes americanos). Geralmente isso é perfeitamente compreendido, exceto em países como França ou Bélgica, onde simplesmente significa “zero”, quase o oposto de ‘ok’,  já que não representa nada, enquanto que, no Japão representa dinheiro.

Venezuela e Paraguai

Porém, em outros países, como Venezuela e Paraguai ou até mesmo para algumas pessoas no Brasil, esse sinal tem um sentido bastante obsceno como mandar o outro tomar no…  Já nos países árabes, o sinal é de que você quer amaldiçoar alguém!

 

Cruzar os dedos

crossed-fingers-363478_640.jpg

Imagem: Pixabay

Na maioria dos países ocidentais, cruzar os dedos é um ato para atrair ou desejar a sorte. Já no Vietnã, se você cruza os dedos está fazendo referência ao órgão sexual feminino, o que pode ofender muito alguém que esteja por perto. Cuidado ao desejar sorte a alguém do Vietnã!

Por fim, cruzar os desdos na Croácia é algo que significa zero ou nulo. Mas, no Japão, China, Grécia, Turquia, Indonésia e Rússia, pode ser considerado um insulto que fere a honra.

Curtiu? Faça o gesto mais adequado de acordo com o local onde estiver!

Sabe de mais algum gesto que é positivo em um país e negativo em outro? Compartilha aqui!

Depois dessa aula de diferentes hábitos, está na hora de escolher um idioma e fazer uma AULA EXPERIMENTAL totalmente grátis com a Language Trainers e aprender com um de nossos professores nativos!

Siga nosso instagram para mais conteúdos interessantes: Instagram

Comentários sobre Atenção! Alguns Gestos Devem ser Evitados ao Viajar Para o Exterior